17 min read
Rate this post

O Câncer é umas das doenças mais sérias que afeta seres humanos e animais nas últimas décadas. Felizmente, existem vários tratamentos alternativos e suplementos que ajudam a combater esta doença. De acordo com estudos, o CBD é um dos tratamentos mais marcantes opções para aliviar os sintomas do câncer, sem nenhum efeito colateral, que você pode encontrar.

Visão Geral

  • Tratamento de câncer com CBD
  • Interação do CBD com os receptores endocannabinoides
  • O que as pesquisas dizem sobre o CBD e o Câncer?
  • O uso do CBD contra o sintomas do Câncer
  • Produtos para o tratamento do Câncer
  • Tratando Cães com Câncer
  • Estudos sobre o CBD para o Câncer

Tratamento do CBD para o Câncer

Um composto extraído do cânhamo e planta da maconha, o Cannabidiol (CBD) é comprovadamente crucial na luta contra o câncer e tumores. A planta da maconha, de onde o CBD é extraído, é compartilhada e usada para tratamentos por diferentes sociedade ao longo de séculos. Desde a medicina tradicional Chinesa até os Gregos, Indianos Ayurvedic e mais, essa erva se estabeleceu como um medicamento ao redor do mundo. O óleo de CBD para o câncer aparece como uma auxílio para com a humanidade. Esta medicina é fundamental pois basicamente possui um resultado positivo através da sua interação com o sistema endocannabinoide. Por conta disso o CBD consegue manter o balanceamento do corpo humano e suas propriedades.

A interação do CBD com os receptores endocannabinoides

O sistema endocannabinoide possui dois receptores primários: Cannabinoide 1 (CBD1) e Cannabinoide 2 (CBD2). De acordo com estudos, o CBD1 está presente no cérebro e no sistema nervosa central. Já o CBD2, se encontra presente no sistema imunológico e em algumas outras estruturas.

Este receptores endocannabinoides vão responder de maneira diferente de acordo com o tipo de cannabinoide. Por acaso, o THC tem mais afinidade com o CBD1, mas pode também ser muito trabalhado pelo CBD2, ou seja, ele afeta os dois tipos de cannabinoides.

Por outro lado, o CBD atua indiretamente com este cannabinoide que apenas impulsiona ele ao invés de uma conexão direta. O que quer dizer que o THC, por exemple, tem uma conexão maior com o CBD1, mas também consegue atuar no CBD2, mas apenas como um acelerador.

O CBD não atua apenas com estes dois receptores no corpo humano. Um outro exemplo é o  5-HT1A receptor, normalmente relacionado com o receptor Vanilloide TRPV1 e a serotonina. Importante dizer que este receptor entra no corpo como um ion. Essencialmente, o CBD ajuda em diferentes funções desde a homeostasias até funções mais secundárias.

O que as pesquisam falam sobre o óleo de CBD e o Câncer?

Existem muitos estudos sobe o óleo de CBD e o câncer. Em 1975, pesquisadores chegaram à conclusão de que a cannabis é a droga ideal para o tratamento do câncer. Apesar das restrições legais, a industria medicinal está estudando e portanto descobrindo as reais evidências dos efeitos da erva nos pacientes. Um dos aspectos mais gritantes do CBD é que ele não produz efeitos psicoativos nos pacientes. E isso faz com que o CBD leve vantagem se comparado com outros cannabinoides da mesma planta.

De acordo com pesquisas iniciais, o CBD impacta diferentes estágios do tratamento do câncer. Entre outras coisas que as pesquisas mostram que o CBD pode provocar morte celular e isso pode ajudar a prevenir a proliferação das células cancerígenas. Além disso, contém propriedades angiogênicas. Isso impede a criação de novas células sanguíneas. Logo, além de prevenir a proliferação das células cancerígenas também reduz a agressividade da doença quando ela já foi diagnosticada.

Assista este fascinante vídeo que explica como a ciência explica como a cannabis mata as células cancerígenas:

O uso do CBD contra o sintomas do Câncer?

O uso do CBD no tratamento do câncer se apoia nas habilidade que o produto apresenta de curar os sintomas da doença. O CBD é um suplemento terapêutico seguro. De acordo com pesquisas, o CBD pode aliviar qualquer efeito colateral associado aos efeitos dos tratamentos convencionais do câncer. Em grande parte, o CBD vem a calhar para melhorar a qualidade de vida dos pacientes em tratamento quimioteratipo.

A náusea e o vomito provocados pela quimioterapia, que em inglês é conhecido pela sigla CINV (Chemotherapy-induced nausea and vomiting) é um dos principais problemas do tratamento do câncer.  Isso é uma questão que afeta a qualidade de vida do paciente durante o tratamento. Um dos maiores êxitos do óleo CBD no tratamento do câncer é sem dúvida o alívio dos efeitos colaterais da quimioterapia. O CBD minimiza a náusea, dor crônica, vômito entre outros. Logo, a maioria dos cannabinoides sintéticos são aprovados pela FDA pois comprovadamente ajudam nestas condições.

Normalmente, os cannabinoides sintéticos como o Dronabinol e a Nabilonina mostram uma forte atuação na dopamine dos receptores antagonistas. Logo, isso faz com que eles sejam essências para prevenir a CINV.

CBD para tratamento especifico de Câncer

Quando falamos do CBD para o uso do tratamento da doença é importante ressaltar que esta substância atua em diferentes tipos de câncer. O CBD pode ser usado contra o câncer de pulmão, Leucemia, câncer de pele, tumores e outros. O CBD ajuda no controle da proliferação da doença e no controle dos sintomas.

+ Câncer de Mama

De acordo com estudos,

o CBD ajuda na luta contra o câncer de mama

.Isso se da por conta de uma eficiência anti-tumor presente nos cannabinoides por conta do efeito do cannabinoide no carcinoma na mamaria humana. CBD coordena a comunicação entre apoptoses e autogafos, em uma célula de câncer de mama. Em outras maneiras o CBD ajuda na redução e erradicação do câncer de mama.

+ Câncer de Bexiga

Estudos também mostram que o CBD combate o Câncer de Bexiga.

.A ativação do TRPV22, por exemplo, desencadeia a morte celular por apoptose do T24 da bexiga em humanos. Além disso, estudos mostram que o CBD tem o potencial de tratar doenças linfoblásticas. Isso inclui linfoma e leucemia.

.CBD é comprovadamente capaz de promover o suicídio de células linfomicas cancerígenas, mais conhecido como apoptose. Na verdade, o CBD se comunica com os receptores CBD2 para diminuir o risco da formação de celular cancerígenas.

+ Câncer de Colo

Análises científicas apontam que o CBD consegue prevenir o câncer de colo.
Apesar de baseado em resultados preliminares, esta sugestão merece um olhar critico.  De acordo com estudos, o CBD mostra potencial de reduzir consideravelmente qualquer desenvolvimento de ameaças cancerígenas normalmente encontradas no câncer de colo.

Alguns desses caracteres incluem “”glândulas anormais no reto e cólon”” – focos de cripta aberrantes. Além disso, o estudo mostra que a capacidade do CBD de reduzir qualquer tipo de tumor e pólipos.

+Câncer no Cérebro

CBD é comprovadamente capaz de lutar contra o câncer de cérebro

. Cannabidiol pode inibir a proliferação e sobrevivência do Delta9-THC na célula glioblastoma. Outro efeito eficiente do CBD na sua função anti-tumor. Isso faz o CBD um não psicoativo cannabinoide que ajuda com a linha celular glioma nos seres humanos. Isso efetivamente preveni a migração das células gliomas graças ao mecanismo receptor independente do cannabinoide.

+Outros Cânceres

O óleo de CBD para o tratamento do câncer também pode ser usado para outros tipos de câncer além dos citados acima. Exemplo: câncer de pulmão, câncer de próstata e muitos outros tipos.

O tratamento com CBD para cães com câncer (e também outros animais de estimação)

Pesquisas mostram que o tratamento com o CBD para o canes não funciona apenas com os seres humanos, mas também com animais de estimação. Os cães podem sofrer com diferentes tipos de câncer, como o câncer de pele, que é muito comum nos cachorros. Nas fêmeas um tipo muito comum é o câncer nas glândulas mamarias, além do câncer de pescoço e de cabeça. O câncer de boca é muito agressivo nos cachorros e merece uma atenção especial.

Felizmente, o CBD pode tratar o câncer nos cachorros e em outros animais de estimação. Os estudos apontam que o CBD nos animais de estimação possuem os mesmo benefícios que nos seres humanos, portanto ajudam na gestão dos sintomas. Além disso, também ajuda a aliviar os efeitos colaterais oriundos de outros tipos de tratamentos. Estudos preliminares relatam as possibilidades do CBD também ajudar a combater o desenvolvimento da doença, além de impedir que ela se espalhe no sistema.

Para isso o CBD estimula o sistema endocannabinoide. Logo, ajuda a produzir benefícios ainda maiores para o sistema. Notavelmente os animais de estimação tem complicações após os processos de quimioterapia, assim como os seres humanos. O CBD comprovadamente tem a capacidade de lidar com estes sintomas gastrointestinais como o vomito e a náusea. Durante o tratamento do câncer os animais podem perder o apetite e o CB ajuda nesta questão. Sem esquecer, é claro, que o CBD tem papel importante no alivio da dor e inflamação que podem resultar do câncer.

Como o tratamento de câncer com CBD pode beneficiar o meu animal de estimação?

Estudos apontam que o CBD ajuda a diminuir o crescimento de células possivelmente cancerígenas. Apesar de muitos estudos neste campo serem preliminares, eles mostram fatos confiáveis. CBD e outros cânhamos ou planta de maconha tem potencial de lutar contra o câncer e seus sintomas.

Alguns desses estudos incluem duas publicações de um time de pesquisadores da Universidade de Nápoles, na Itália, em 2012. A universidade de Aberdeen, no Reino Unido, também publicou outro estudo em 2014. Ambos estudos analisam os efeitos dos produtos extraídos da Cannabis com alto indicia de CBD em pacientes com câncer de colo.

Após os estudos, fica claro os efeitos anti-tumores presentes do CBD. Eles também atuam sobre os efeitos de um componente químico usado para estudos biológicos do câncer, o Azoxymetano. Um outro estudo de 2013 comprova a capacidade do CBD em desacelerar o desenvolvimento de tumores no cérebro. Pesquisadores do Departamento Experimental de Medicina da Universidade de Camerino, na Itália, conduziram o estudo. Nele o ficou evidente o poder do CBD em desacelerar o crescimento de celular cancerígenas e nas células mais fracas. Isso deu aos quimioterápicos uma vantagem sobre as células cancerígenas. Resultados semelhantes também apareceram em estudos de outros tipos de canceres. Isso inclui o câncer de bexiga, leucemia, linfoma e muitos outros. Para mais informações sobre usar o CBD no seu cão, assista o vídeo abaixo. Você também pode ler o nosso post sobre CBD para Animais de Estimação.

O que as pesquisas dizem sobre o uso de CBD para o tratamento do Câncer?

Cannabinoides como o Tetrahydrocannabidiol, endocannabinoide e agonistas sintéticos demonstraram ter efeitos anti-tumorgenicos. Evidências apontam para os cannabinoides tendo pro apoptotico (A apoptose é o processo de morte celular que ocorre em organismos multicelulares. Isso significa que, de acordo com estudos, os canabinóides têm promovido a morte de células cancerígenas. Os canabinóides têm, assim, um efeito antiproliferativo (isto significa que os canabinóides também impedem o crescimento e disseminação das células cancerosas). Esse efeito luta contra a migração de células, invasão e adesão. Assista o vídeo abaixo para uma explicação mais profunda sobre os efeitos anti-apoptose e anti-proliferação  do CBD.

No entanto, os estudos parecem apontar o fato de que esta opção também vem com um número considerado de desvantagens. Isso inclui o número limitado do uso dos cannabinoids agonistas por conta do possíveis efeitos psicoativos. Assim, os compostos canabinóides não-psicoativos têm uma afinidade estrutural para que o CBD receba mais preferência.

Um bom número de estudos já mostraram os efeitos dos cannabinoides nos tumores graças aos seus efeitos pro apoptose e anti-proliferação. Isso também leva as propriedades anti-angiogenicas. Os estudos mostram que os CBD inibi os diferentes tipos de tumor de crescer graças ao efeito não psicoativo efeito nos tumores em questão. Além do mais, essa característica ajuda a regular os sinais pro angionicos das células gliomas. Aparentemente, estudos mostram que os cannabinoides tem uma vasta gama de efeitos anticarcinogenicos.

Sendo assim, o uso de CBD para o tratamento de câncer é promissor para as diversidades que a doenças apresenta por conta dos diferentes tipos de câncer. De acordo com o relatório anti-tumor do Instituo Nacional do Câncer, os cannabinoids ajudam a regular o crescimento das células cancerígenas.

Eles também controlam ou regulam o espalhamento das células, o que é uma ação muito positiva contra essa doença. Os cannabinoids também ajudam na inibição do crescimento de novas veias sanguíneas, também conhecido como angeogenes. Isso corta a fonte que pode alimentar timores e preveni o espalhamento do câncer, também conhecido como metástase.

Graças à todos estes efeitos combinados, o CBD tem a maioria das opções para o tratamento do Câncer. Na maioria dos casos, essas outras opções tem apenas uma função. Além disso, estas opções podem apresentar muitos efeitos colaterais. Melhor ainda, CBD para o tratamento de câncer ajuda, e muito, contra os efeitos colaterais dos tratamentos convencionais Isso inclui a náusea e o vomito que são consequência da quimioterapia e outros tipos de tratamentos.

O tratamento com CBD é virtualmente todos os tipos de câncer existentes. A medicina CBD pode ajudar a combater o câncer, o câncer de mama, o câncer de bexiga, a leucemia, o linfoma e muito mais. Aparentemente, o CBD para tratamento de câncer é o caminho a percorrer no combate ao câncer, tanto em humanos quanto em animais de estimação. Há também uma grande quantidade de pesquisas sobre a cannabis e óleos CBD para o tratamento do câncer. A maioria deles está otimista de que a medicina baseada em cannabis será útil no futuro no tratamento do câncer. E a segurança que vem com o uso do tratamento do câncer de CBD coloca isso em uma classe própria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

seventeen + 11 =