12 min read
Rate this post

CBD é o acrônimo para Cannabidiol. Um composto encontrado na maconha e na cannabis que não possui o componente intoxicante e outros efeitos relacionados à outros compostos da Cannabis como o Tetrahydrocannabinol (THC). Logo, é uma substância legal, vendida e usada em diferentes países ao redor do globo.

O CBD derivado da maconha é legal em diferentes países pois pesquisas comprovam os diversos benefícios do composto para o corpo humano. A maior vantagem da planta da maconha é que possui uma concentração muito menos de THC e outros componentes que pode desencadear os efeitos psicoativos da Cannabis.

No lugar do THC, a planta do cânhamo possui uma concentração maior dos cannabinoides que ajudam muito o funcionamento do corpo humano. Estudos sobre o CBD já comprovaram sua imensa capacidade de cura das mais diferentes doenças, em seres humanos e animais, sendo a depressão uma delas.

O que é depressão?

A depressão é uma doença muito seria e comum entre pessoas ao redor do mundo que atingi a maneira como a pessoa se sente, pensa e altera até o modo de agir. A depressão pode ser resultado de uma desordem, trauma ou algum evento infeliz na vida da pessoa. No que diz respeito aos sintomas, eles pode ser diversos, como: perda do prazer ou interesse nas coisas, sentimento de tristeza, mudança no apetite, perda de energia, problemas para dormir, sentimento de impotência, dificuldades na tomada de decisão e dificuldade para se concentrar. Felizmente a depressão pode ser curada.  

A maioria dos cientistas concordam que a depressão é causada por uma redução nos níveis de neurotransmissores no nosso cérebro como a dopamina e a seratonina. Este desequilíbrio tem impacto nas atividades como os sentimentos, exercícios e dietas.

Por que o CBD ajuda no tratamento da depressão?

Em alguns estudos feitos por pesquisadores alemãs, os ativos químicos do CBD aumentam a transmissão dos receptores de seratonina no nosso cérebro, incluindo o receptor 5-HT1A. Por reduzir a absorção de seratonina, seu cérebro começa a se comunicar com mais sinais positivos para ajudar a aliviar os sintomas da depressão.

Além disso, como resultado de estudos clínicos pudemos notar que o CBD atua no estimulo ao aumento do hipocampus, logo desencadeando a criação de novos neurónios. Esta condição, também conhecida como neurogenesis, pode ser um método poderoso de redução dos sintomas da ansiedade e depressão.

 

Quais são os benefícios de usar o CBD para tratar a Depressão?

 

+Aumenta os níveis de seratonina

Alguns estudos científicos já comprovaram que o óleo de CBD pode impactar os níveis de seratonina do nosso corpo de algumas maneiras. Se a pessoa sofre de depressão, a produção dos químicos naturais do cérebro podem diminuir de acordo com condições físicas ou do ambiente, o que futuramente pode afetar a saúde mental. Uma vez que os níveis de seratonina são elevados, os outros químicos também voltar a ser produzidos em maior número e ocorre então um alivio na depressão e ansiedade.

 

+Sono repousante

 

Já que a insônia é um sintoma comum da depressão, uma outra maneira que o óleo de CBD pode ajudar nesta doença é ajudando a pessoa que apresenta insónia a ter um melhor sono. Pesquisas indicam que o CBD pode ter uma relação simbiótica com o corpo e melhorar a saúde mental do paciente.

 

+Anti-flamatório

 

Uma maneira efetiva de aliviar os efeitos da depressão é reduzir as inflamações neurológicas. Com o uso do óleo de CBD para tratar as inflamações, alguns cientistas concluíram que o produto pode impedir na perda de dopamina, logo reduzindo a progressão da depressão na pessoa.

 

Quais são os efeitos colaterais do uso de CBD para tratar a depressão?

Mesmo o CBD sendo considerado seguro, algumas pessoas podem apresentar efeitos colaterais. Estes efeitos podem incluir náusea, diarreia, sonolência, mudança no apetite e boca seca. Estas consequências são muito raras e não tão severas quanto os efeitos colaterais das outras drogas usadas para tratar a depressão.

Dosagem de CBD para depressão

Cada pessoa apresenta uma reação ao CBD. Cada produto CBD possui uma recomendação diferente para dosagem. A doença a ser tratada e o tipo de pessoa gera essa variação que pode  confundir os usuários. A dosagem pode ser diferente de acordo com a percentagem de óleo CBD que você está usando. Em média, 25mg de CBD por dia é a sondagem que agrada a maioria das pessoas. Para os sintomas mais fortes, a dosagem pode ser aumentada gradualmente cada semana até que os sintomas desapareçam. Isso, é claro, varia de paciente para paciente e então é importante sempre monitorar as reações. Para mais detalhes sobre dosagens, confira o nosso posto sobre Dosagem De CBD.

 

Como eu posso usar o CBD para tratar a depressão?

Cada pessoa apresenta uma reação ao CBD. Cada produto CBD possui uma recomendação diferente para dosagem. A doença a ser tratada e o tipo de pessoa gera essa variação que pode  confundir os usuários. A dosagem pode ser diferente de acordo com a percentagem de óleo CBD que você está usando. Em média, 25mg de CBD por dia é a sondagem que agrada a maioria das pessoas. Para os sintomas mais fortes, a dosagem pode ser aumentada gradualmente cada semana até que os sintomas desapareçam. Isso, é claro, varia de paciente para paciente e então é importante sempre monitorar as reações.

Já que a depressão pode afetar os hábitos alimentares das pessoas, considere misturar os produtos CBD com a sua comida. No entanto o método mais comum é aplicar o produto debaixo da língua e aguardar por um minuto. Obviamente a dosagem é um fator decisivo para manter e ver os resultados do tratamento contra a depressão.

Histórias de sucesso de pessoas que usaram o CBD para a depressão

*Emma, uma garota de 13 anos de idade, sofreu de muita depressão e ansiedade em 2015. Um ano depois, a sua conselheira sugeriu que ela fosse consultada por um médico ou psiquiatra, já que os remedies não seriam capazes de ajuda-la, por conta do estágio avançado da depressão. Depois de fazer uso de antidepressivo por duas semanas, ela apresentou um condição pior da depressão. Quando a sua mão a levou para um hospital, ela foi internada na psiquiatria por duas semanas e lá receitaram um outro remédio antidepressivo. Quando ela voltou para casa, Ema mostrou imensa apatia e não interagia com ninguém.

Depois de ter acesso à um post sobre o tratamento da depressão com o óleo de CBD, a sua mãe conversou com alguns médicos e optou por substituir os antidepressivos pelo óleo de CBD. Após apenas uma semana, ela estava incrivelmente diferente. Emma era então uma adolescente feliz mais uma vez. Ela estava com novos amigos, mito feliz com os irmãos, e deixando todos ao seu redor também felizes. Seis meses depois, ela não precisava mais visitar a sua conselheira diariamente e frequentava seu escritório a cada duas semanas. Graças ao óleo de CBD ela pode viver a vida de uma adolescente feliz e saudável junto com a sua família.

 

O que os estudos fala sobre o CBD para a depressão?

Estudos de Laboratório

Um estudo conduzido pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, em 2012, iniciou a cannabis ou os produtos com CBD confiáveis para o tratamento da depressão. Além disso, os estudos também provaram que o óleo de CBD pode aumentar a performance cognitiva nos pacientes que apresentam traços de bipolaridade.

Os pesquisadores também alegam que estudos feitos com ratos mostram que após  introduzir o óleo de CBD aos animais eles apresentaram um estimulo na área do hipocampus, criando então novos neurónios no cérebro. Esta é uma das maneiras mais eficazes para aliviar os sintomas da depressão.

 

Testes Clínicos

Baseados em muitos testes clínicos, alguns médicos concluíram que o tratamento para a depressão com o CBD apresentaram zero ou mínima interferência nas condições psicológicas de cada paciente.

Um dos pesquisadores mais reconhecidos, Samir Dahmane, do Instituo de Pesquisa Maine, também defende a ideia de que o óleo de CBD ajuda na cura da depressão e estabiliza o humor ao ativar a área limbica e paralimbica no cérebro do paciente.

Aviso Legal:

As informações disponibilizadas nesta página são baseadas em estudos e pesquisas, bem como experiências de usuários da CDB.

Para uma condição médica, sempre consulte um profissional de saúde antes de consumir o CBD. Estes produtos não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença, enfermidade ou condição da pele. Qualquer informação contida ou disponibilizada em nosso site não se destina a ser usada como substituta de aconselhamento médico ou informações de profissionais de saúde licenciados. Por favor, consulte um profissional de saúde licenciado sobre quaisquer possíveis interações ou complicações antes de usar nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

11 − eleven =