Alimentos probióticos: quais contêm probióticos?

Alimentos probióticos: quais contêm probióticos?
Os probióticos são microrganismos vivos que, quando consumidos em quantidades adequadas, podem oferecer benefícios à saúde. Eles são especialmente conhecidos por seus efeitos positivos no sistema digestivo e no sistema imunológico. Neste artigo, distinguimos entre probióticos e prebióticos, para entender melhor os benefícios específicos de cada um.

O que torna os alimentos probióticos tão saudáveis?

Os probióticos suportam a saúde do trato digestivo ao promover o equilíbrio da flora intestinal. Uma flora intestinal saudável é crucial para a digestão, absorção de nutrientes e sistema imunológico. Diversas pesquisas mostraram que os probióticos podem auxiliar na redução de problemas digestivos como diarréia, síndrome do intestino irritável e inflamação. Alimentos probióticos como iogurte, chucrute e kefir contêm essas bactérias benéficas que são naturalmente produzidas durante o processo de fermentação.

Que alimentos contém probióticos?

Os probióticos são naturalmente encontrados em uma variedade de alimentos. Isso inclui iogurte, kefir e queijo, bem como vegetais fermentados. Isso significa que você não precisa necessariamente consumir suplementos se estiver ingerindo uma quantidade suficiente de alimentos probióticos.

Os 10 principais alimentos probióticos

Iogurte

O iogurte é um dos alimentos probióticos mais conhecidos e é produzido pela fermentação do leite. Contém culturas vivas como Lactobacillus acidophilus e Bifidobacterium, conhecidos por seus efeitos positivos na saúde intestinal. Ao comprar iogurte, é importante escolher produtos que contenham "culturas vivas e ativas" para aproveitar os benefícios dos probióticos.

Kefir

O kefir se assemelha ao iogurte, mas contém uma maior diversidade e quantidade de culturas probióticas. Também é produzido pela fermentação do leite, com a adição de grãos de kefir que contém uma mistura de leveduras e bactérias do ácido láctico. O kefir é rico não apenas em probióticos, mas também em cálcio e proteínas, tornando-se um excelente alimento para a saúde geral.

Chucrute

O chucrute, ou repolho fermentado, é uma excelente fonte de bactérias probióticas Lactobacillus plantarum e Lactobacillus brevis. É rico em vitamina C e K e fibras. Para obter os máximos benefícios à saúde, é recomendável escolher chucrute cru, pois a pasteurização pode matar a maioria das culturas probióticas.

Miso

Miso, uma pasta de tempero japonesa feita de soja fermentada, arroz ou cevada, é rico em enzimas e bactérias probióticas como Aspergillus oryzae. Miso é tradicionalmente usado na culinária japonesa e pode ajudar a melhorar a saúde digestiva, apoiando a flora intestinal.

Picles

Picles, fermentados em salmoura em vez de vinagre, contêm culturas probióticas vivas que podem apoiar a saúde intestinal. É importante comprar picles que foram fermentados sem adição de conservantes, pois estes podem matar as bactérias probióticas.

Kombucha

A kombucha é uma bebida fermentada feita de chá preto ou verde que contém uma colônia simbiótica de bactérias e leveduras (SCOBY). Esta bebida borbulhante é conhecida não apenas pelo seu sabor único, mas também pelas suas propriedades probióticas

Vinagre de sidra de maçã

O vinagre de sidra de maçã, que é feito a partir de sumo de maçã fermentado, contém ácido acético e certos tipos de bactérias probióticas. Acredita-se que proporciona benefícios para a saúde, incluindo a melhoria da digestão. Para obter melhores resultados, escolha vinagre de cidra de maçã cru e não filtrado que contenha a chamada “mãe” - uma coleção de leveduras e bactérias.

Queijo

Nem todos os queijos são probióticos, mas aqueles que são fermentados e não aquecidos durante a produção podem conter culturas vivas. Exemplos de queijos probióticos são o Gouda, o Cheddar e o queijo suíço. Estes queijos não só têm um sabor agradável, como também podem contribuir para a saúde da flora intestinal.

Tempeh

Tempeh é uma proteína vegetal feita a partir de grãos de soja fermentados que é popular na cozinha vegetariana. O processo de fermentação produz culturas probióticas que podem apoiar o corpo. O tempeh também é rico em proteínas e uma boa fonte de vitamina B12.

Kimchi

Kimchi, um prato tradicional coreano feito de vegetais fermentados, especialmente couve chinesa e rabanetes, contém Lactobacillus kimchii e outras bactérias probióticas. Não é apenas rico em probióticos, mas também em vitaminas A e C, além de fibras.

Probióticos em bebidas

Além dos alimentos sólidos, certas bebidas também são ricas em probióticos. A kombucha e o kefir de leite, acima mencionados, são dois exemplos de bebidas que contêm naturalmente probióticos. É importante notar que os probióticos podem ser destruídos por processos como a pasteurização. Portanto, ao escolher bebidas probióticas, certifique-se de que elas não foram pasteurizadas para obter todos os benefícios à saúde.

Quais os vegetais que contêm probióticos?

Os alimentos prebióticos que favorecem o crescimento de probióticos incluem chicória, cebola, alho, espargos, alcachofras de Jerusalém, salsifis, bananas e produtos de cereais. Os vegetais fermentados, por outro lado, são uma excelente fonte de probióticos naturais.

Aspectos de saúde e perguntas frequentes

Os probióticos são conhecidos por proporcionarem inúmeros benefícios para a saúde, incluindo a melhoria da digestão e o reforço do sistema imunitário. Nesta secção, respondemos a algumas perguntas frequentes sobre os probióticos e os seus efeitos.

Probióticos para intolerância à lactose

As pessoas com intolerância à lactose têm muitas vezes dificuldade em digerir os produtos lácteos, mas os alimentos probióticos como o iogurte e o kefir podem ajudar. Esses alimentos contêm enzimas que promovem a quebra da lactose e, portanto, podem aliviar os sintomas da intolerância à lactose.

Efeitos dos probióticos na flora intestinal

Os probióticos contribuem para a diversidade e a saúde do microbiota intestinal. Eles podem ajudar a manter o equilíbrio das bactérias intestinais, o que, por sua vez, pode reduzir o risco de várias doenças intestinais. O consumo regular de alimentos probióticos também pode ajudar no tratamento e prevenção de distúrbios digestivos.

Possíveis riscos e efeitos secundários dos probióticos

Embora os probióticos sejam seguros para a maioria das pessoas, eles podem causar efeitos colaterais, como inchaço e desconforto em algumas pessoas. As pessoas com um sistema imunitário fraco ou aquelas que foram recentemente submetidas a uma cirurgia devem consultar o seu médico antes de tomar probióticos.

Conhecimentos a reter

Para resumir, os alimentos probióticos podem oferecer uma ampla gama de benefícios para a saúde. Ao incorporar alimentos como iogurte, chucrute e kombucha na sua dieta diária, pode melhorar a sua saúde intestinal e o seu bem-estar geral. Certifique-se de escolher produtos que contenham culturas probióticas vivas e não tenham sido tratados com calor ou conservantes para colher todos os benefícios.

Para obter mais informações sobre probióticos e seus efeitos, recomendamos consultar estudos científicos e recursos nutricionais confiáveis. Sua saúde pode ser significativamente melhorada, fazendo ajustes simples em sua dieta.

Voltar para o blogue

Declaração de exoneração de responsabilidade: As informações contidas neste artigo foram compiladas de boa fé e têm apenas um objetivo informativo. Não substitui o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Consulte sempre o seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado em caso de dúvidas sobre o seu estado de saúde.