Tomar probióticos corretamente: Dicas e truques úteis

Tomar probióticos corretamente: Dicas e truques úteis

Os probióticos, frequentemente designados por bactérias “boas” ou “amigas”, desempenham um papel crucial na nossa saúde, apoiando o equilíbrio da flora intestinal e reforçando o sistema imunitário. Estes microrganismos vivos, disponíveis em várias formas, como cápsulas, pós ou alimentos fortificados, podem proporcionar inúmeros benefícios para a saúde quando tomados corretamente. Desde a melhoria da saúde digestiva até ao alívio de condições crónicas de saúde, a chave para maximizar os seus efeitos positivos reside na sua utilização correcta.

Este artigo irá guiá-lo através dos fundamentos da toma de probióticos: quando e como tomá-los, quais os alimentos que podem apoiar ou diminuir os seus efeitos, e para quem podem não ser adequados. O nosso objetivo é fornecer-lhe uma compreensão aprofundada de como pode integrar eficazmente os probióticos na sua vida quotidiana para otimizar a sua saúde.

Dose recomendada de probióticos: Como tomar probióticos corretamente

Recomendamos tomar probióticos como parte da sua rotina diária. Isso pode ser feito de manhã ou à noite, dependendo de como você vive e o que funciona melhor para você. Se os probióticos não estiverem contidos em cápsulas com revestimento entérico, é melhor tomá-los de manhã com o estômago vazio.

Estudos mostram que os probióticos devem ser tomados meia hora antes do pequeno-almoço com o estômago vazio para maximizar a sobrevivência das bactérias. Para além disso, uma refeição que contenha alguma gordura pode melhorar ainda mais a sobrevivência dos probióticos. A combinação com um copo de água também pode ser útil para transportar as bactérias através do trato gastrointestinal.

Por que probióticos com o estômago vazio?

Os probióticos devem ser tomados com o estômago vazio, pelo menos 15 minutos antes de uma refeição ou antes de ir para a cama. Isto encurta o caminho para o estômago e as bactérias chegam mais rapidamente ao intestino. O valor mais baixo do pH em um estômago vazio também ajuda os microorganismos a suportar melhor as condições ácidas.

Os probióticos também podem ser tomados depois de comer?

Recomenda-se não tomar probióticos depois de comer, uma vez que as gorduras e as proteínas podem estimular a libertação de ácido gástrico e de enzimas digestivas e reduzir o número de bactérias ingeridas. Se for necessário tomá-lo após uma refeição, ele deve ser tomado pelo menos duas horas após a refeição.

Quanto tempo se deve abster de comer depois de tomar probióticos?

Não deve comer nada durante meia hora depois de tomar probióticos. Para facilitar a ingestão das bactérias lácticas imediatamente após acordar, pode colocar as cápsulas na mesa de cabeceira ao lado da sua cama, por exemplo. Isto promove a familiarização e torna mais fácil tomá-las regularmente.

Quando é que é aconselhável beber café depois de tomar probióticos?

Para garantir a sobrevivência e o crescimento dos probióticos, deve evitar alimentos e bebidas quentes durante cerca de 30 minutos antes e depois de os tomar. Depois disso, o café ou o chá podem ser bebidos sem hesitação.

Quanto tempo se deve tomar probióticos?

A duração dos probióticos é geralmente de 4 a 12 semanas. Ao tratar a síndrome do intestino irritável com probióticos, 8 semanas são geralmente suficientes.

Quantas vezes por dia deve tomar probióticos?

Dependendo da sua tolerância, uma a duas cápsulas por dia podem ser suficientes. É importante habituar-se a tomar bactérias do ácido lático todos os dias. No entanto, note que uma overdose pode levar a efeitos colaterais, como náuseas, diarreia ou vómitos. Em caso de dúvida, a dosagem deve ser sempre discutida com um médico.

Os probióticos devem ser tomados permanentemente?

Sim, idealmente os probióticos devem ser tomados diariamente durante um longo período de tempo. No entanto, isso só se aplica se forem probióticos de alta qualidade e não houver preocupações com a saúde ou contra-indicações.

Quanto tempo leva para os probióticos funcionarem

Os efeitos dos probióticos podem começar após duas semanas, mas para algumas pessoas pode levar até seis semanas. A qualidade e a transparência são importantes na escolha dos probióticos. Faz sentido procurar produtos com estirpes documentadas e clinicamente testadas.

Cuidado ao tomar probióticos: Quem deve evitá-los

Os probióticos são geralmente seguros para a maioria das pessoas, mas certos grupos de pessoas devem ter cuidado ao tomá-los ou possivelmente evitá-los. Em particular, as pessoas com um sistema imunitário enfraquecido, por exemplo, após um transplante de órgão, quimioterapia ou VIH/SIDA, podem estar em maior risco de infeção. Os doentes com doenças pancreáticas graves devem também consultar um médico antes de tomarem probióticos. Em caso de incerteza ou doenças graves existentes, é aconselhável consultar um médico antes de tomar probióticos.

Probióticos para condições de saúde específicas

Os probióticos podem desempenhar um papel de apoio em várias condições de saúde. Por exemplo:

  • Síndrome do intestino irritável (SII): Cepas como Lactobacillus plantarum e Bifidobacterium infantis demonstraram ser úteis no alívio de sintomas como inchaço, dor abdominal e movimentos intestinais irregulares.
  • Diarreia associada a antibióticos: Saccharomyces boulardii e Lactobacillus rhamnosus GG podem ajudar a reduzir o risco de diarreia causada pela ingestão de antibióticos.
  • Eczema: Certos probióticos, como o Lactobacillus rhamnosus GG, podem ajudar a reduzir a gravidade do eczema em crianças.

Alimentos que se harmonizam bem com probióticos

Combinar probióticos com alimentos prebióticos, que servem de alimento para as bactérias boas, pode aumentar a sua eficácia. Alimentos ricos em fibras prebióticas, como alho, cebola, linhaça, banana e aveia, promovem o crescimento de bactérias probióticas no intestino. Os alimentos fermentados, como o iogurte, o kefir e o chucrute, também são naturalmente ricos em probióticos e podem apoiar a saúde intestinal.

Alimentos a evitar com probióticos

Embora os probióticos ofereçam muitos benefícios para a saúde, certos alimentos podem interferir com a sua eficácia. Alimentos muito açucarados e aqueles com adoçantes artificiais podem promover o crescimento de bactérias nocivas e, assim, anular os efeitos positivos dos probióticos. Da mesma forma, alimentos e bebidas muito quentes podem danificar as culturas probióticas vivas. Portanto, é aconselhável não consumi-los diretamente antes ou depois de tomar probióticos.

Conclusão

A ingestão correcta de probióticos pode dar um contributo valioso para a saúde. No entanto, é importante prestar atenção ao momento certo, à dosagem certa e à qualidade dos produtos. Em caso de dúvida ou se houver preocupações específicas com a saúde, deve-se sempre procurar aconselhamento médico.

Voltar para o blogue

Declaração de exoneração de responsabilidade: As informações contidas neste artigo foram compiladas de boa fé e têm apenas um objetivo informativo. Não substitui o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Consulte sempre o seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado em caso de dúvidas sobre o seu estado de saúde.