Quando não se deve tomar probióticos

Quando não se deve tomar probióticos

Probióticos têm ganhado popularidade nos últimos anos devido aos seus muitos benefícios para a saúde, especialmente em relação à digestão e saúde intestinal. São microrganismos vivos que, quando consumidos em quantidade suficiente, podem oferecer inúmeros benefícios à saúde. Mas quando não devemos tomar probióticos? Vamos explorar alguns aspectos disso neste post.

Quando não devo tomar probióticos?

Pessoas gravemente enfermas e com sistema imunológico fraco geralmente não devem consumir produtos probióticos. Embora as cepas de Lactobacillus geralmente sejam seguras e tenham existido na nossa dieta há séculos, algumas novas cepas probióticas, obtidas pela isolação de amostras fecais, podem trazer riscos. Portanto, precaução é necessária ao consumir esses tipos de probióticos.

Podemos tomar probióticos de maneira incorreta?

A ingestão de probióticos pode, na verdade, ter efeitos indesejáveis, principalmente se consumidos excessivamente. Tomar doses muito altas de probióticos pode levar ao desequilíbrio da flora intestinal e sintomas como flatulência e confusão.

Podemos tomar probióticos sem preocupação?

No geral, probióticos como o Lactobacillus para melhorar a saúde intestinal são seguros e bem tolerados pela maioria das pessoas. Efeitos colaterais são extremamente raros. No entanto, é importante ter cautela na escolha do probiótico certo e na sua dosagem.

Quando os probióticos são contraindicados?

Em certas condições de saúde, não é aconselhável tomar probióticos. Isso inclui casos graves de doença, imunossupressão e pessoas com cateteres venosos centrais ou periféricos. Nesses pacientes há o risco de colonização sistêmica após o tratamento com probióticos.

O que devemos considerar ao tomar probióticos?

Para a máxima eficácia dos probióticos, um estudo sugere tomá-los com o estômago vazio, meia hora antes da primeira refeição do dia. Uma refeição contendo um pouco de gordura pode melhorar ainda mais as chances de sobrevivência dos probióticos.

Conclusão

Apesar dos muitos benefícios que os probióticos podem oferecer, é importante lembrar que eles não são adequados para todos. Ao tomar probióticos, sempre deve-se considerar a saúde individual e o estado específico de cada um. Em caso de dúvidas ou preocupações, é sempre aconselhável consultar um médico ou nutricionista.
Voltar para o blogue

Declaração de exoneração de responsabilidade: As informações contidas neste artigo foram compiladas de boa fé e têm apenas um objetivo informativo. Não substitui o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Consulte sempre o seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado em caso de dúvidas sobre o seu estado de saúde.